Glória Fácil...

...para Ana Sá Lopes (asl), Nuno Simas (ns) e João Pedro Henriques (JPH). Sobre tudo.[Correio para gfacil@gmail.com]

sexta-feira, outubro 29

O Governo, a maioria e a TSF

Estive a ouvir o senhor doutor Guilherme Silva, líder parlamentar do PSD, no Forum da TSF. Com muita atenção, por várias razões. Ficou-me...
Uma suspeita: de que na distribuição dos 'media' a pressionar/condicionar/censurar (Santana/SIC, Gomes da Silva/TVI, Morais Sarmento/RTP), foi-lhe atribuída aquela rádio (e talvez, ainda não sei, as outras, ou seja a Antena 1 e a Renascença).
e...
Uma certeza: Lá (na Madeira) como cá (no continente) Guilherme Silva não engana ninguém e mantém-se fiel à tarefa onde sempre ancorou a sua ascenção política: ser a voz do dono. Lá repete as imbecilidades de Jardim. Cá, em estreita colaboração com Santana Lopes, vai-se mostrando inexcedível na empolgante tarefa de arrastar o PSD nacional para os níveis do PS da Madeira. Está quase, não desista.
e...
Outra certeza: na justificação do líder parlamentar do PSD para o gigantesco tombo do seu partido revelado pela sondagem de hoje TSF/DN, foi batido um novo recorde na avestruziana arte de enfiar a cabeça na areia (ver 'post' O anonimato canalha...).
e, finalmente...
Uma alegria: a maioria governamental não é toda igual, como nenhum partido é todo igual. Há gente com nível e gente sem nível. Confortou-me, por isso, ouvir João Rebelo (CDS/PP) logo a seguir, no mesmo fórum. Criticou a credibilidade da sondagem no que toca aos resultados do seu partido - só do seu, note-se -, sustentou bem as suas razões e, sobretudo, fê-lo educadamente.

PS - A diferença entre Guilherme Silva e João Rebelo revelada no Forum da TSF, somada a inúmeros outros episódios, faz-me começar a concordar com a direcção do CDS/PP quando argumenta que as perdas na coligação não são culpa sua, são culpa do partido "grande", o PSD. Quando o CDS/PP ensaiou este argumento, no pós-europeias, achei que não tinha razão (e continuo a achar que, nessa altura, não tinha razão). Agora, no pós-barrosismo e em pleno santanismo, começo a achar que, de facto, quem subtrai na coligação é o partido "grande" e não o pequeno. Suspeito que isto é o que mais angustia provoca nas pessoas sérias do PSD. Paulo Portas, pelo seu lado, deve esfregar as mãos de contente. Ao lado de Santana até parece um estadista.
|| JPH, 13:29

1 Comments:

One to complain about too much text, but I am sure the text on the replica watches uk needed to be there. Oh well, it that big of a deal in an otherwise fantastic package. To machine, polishes up better, and has some corrosion resistance properties that make for a good diving watch. Watch to break when helium attempted to escape from hublot replica uk while the diver was spending time in a decompression chamber. I would have preferred the buy replica watches sale to be a bit smaller allowing for the dial to appear slightly larger. This is an breitling replica sale niche purpose by today standards and most people agree that rolex replica watches who continue to implement these features do so only because replica watches is one more technical story to tell about the watch.
Blogger lin liyi, at 8:11 AM  

Add a comment