Glória Fácil...

...para Ana Sá Lopes (asl), Nuno Simas (ns) e João Pedro Henriques (JPH). Sobre tudo.[Correio para gfacil@gmail.com]

segunda-feira, abril 10

Coimbra é uma canção

No domingo fui à bola e gostei. Foi muito divertido.

Houve bilhetes à borla. Houve golos (quatro, dois para cada lado). Houve expulsões (cinco, todas para o mesmo lado, sendo três a jogadores, uma ao treinador e outra ao médico). Houve polícia a trabalhar. Houve sol e houve chuva. Houve até, ocasionalmente, futebol, mas a isso liguei pouco (quem me tira as repetições da TV tira-me tudo). Houve conforto (era um estádio do Euro), lugar para estacionar quase à porta, cafézinho ao intervalo, casas de banho limpinhas e um abraço (que não pedi) de um adepto desconhecido quando a "equipa da casa" marcou. Houve jornalistas ameaçados de linchamento. Houve um SMS que mandei para um amigo com um resultado intercalar, a que ele me respondeu "manda-me o resultado só no fim porque senão dá galo" - e deu, tinha razão, deu mesmo. Houve a liberdade de fumar sem que ninguém me chateasse. E houve, depois, uma conferência de imprensa em que o presidente da "equipa da casa" usou a expressão "filho da puta"(ouvi na rádio). Melhor era impossível.

Finda a experiência - e estando eu quase a atingir a meia idade - julgo ser altura a altura de, finalmente, escrever aqui o Grande Lema Nacional: o futebol é assim mesmo. Custou mas foi. Sinto-me outro.
|| JPH, 14:49

0 Comments:

Add a comment