Glória Fácil...

...para Ana Sá Lopes (asl), Nuno Simas (ns) e João Pedro Henriques (JPH). Sobre tudo.[Correio para gfacil@gmail.com]

sexta-feira, junho 23

cá por mim... cá por mim...

... até concordo com o cds-pp. deve ser a primeira vez, acho eu... ou que o admito publicamente, pelo menos! (isto é que é sinceridade, hein?...)
nuno melo fez hoje a proposta. e eu, repito, concordo.

O CDS-PP desafiou hoje a maioria parlamentar do PS a levar a laicidade do Estado até às últimas consequências e acabar com o Bispo das Forças Armadas, com a bênção em inaugurações e com os feriados religiosos.
No debate em plenário de projectos sobre o protocolo do Estado, o líder parlamentar do CDS-PP, Nuno Melo, reclamou um lugar de destaque para a Igreja Católica «pelo que representa e pelo que faz em tantas áreas» em Portugal e insurgiu-se contra o «laicismo» do PS.
«Se quiserem ser coerentes com essa visão assim restrita do laicismo não poderão ficar por aqui. Terão também de acabar com as figuras do Vigário Castrense, Bispo das Forças Armadas e das Forças de Segurança, equiparado a general de duas estrelas», declarou.
«Não há outra alternativa. Para não falar dos feriados religiosos, todos eles relativos ao cristianismo, que o Estado supostamente laico manda respeitar e cumprir», prosseguiu Nuno Melo, questionando também se o PS acabará com as bênçãos em inaugurações.

(o link da notícia é do portugaldiário, mas a notícia, propriamente dita, é da lusa, só que o jornal não a assina... enfim)

sim, além dos bispos fora das cerimónias oficiais, sim, acabem com as bênçãos dos padres e cardeais nas inaugurações de autoestradas, de edifícios, das pontes, que, aliás, de nada valem quando as pontes caem e assim... [eina, eina, que piada de elevado grau de anticlericalismo primário!]
se os socialistas querem separar estado e igreja, vá lá, sigam a sugestão do dr. melo.
enfim, era radical de mais, mas não deixava de ter uma certa piada. não sei se a igreja ficaria muito chateada. desde que não mexessem mais nos seus impostoszinhos e noutros benefícioszinhos e tal... [eina, eina outra piada, a segunda, de elevado grau de anticlericalismo primário!].
|| Nuno Simas, 20:46

0 Comments:

Add a comment