Glória Fácil...

...para Ana Sá Lopes (asl), Nuno Simas (ns) e João Pedro Henriques (JPH). Sobre tudo.[Correio para gfacil@gmail.com]

quarta-feira, setembro 20

A minha demissão do Sindicato dos Jornalistas

Está na altura de explicar porque decidi demitir-me do Sindicato dos Jornalistas (SJ), onde estou filiado desde 1991 - e cuja direcção até integrei, em tempos, sob a presidência do António Matos (e com o actual presidente, Alfredo Maia, na direcção).

A decisão prende-se, evidentemente, com os textos que Anabela Fino, "jornalista" do "Avante!" e dirigente do SJ, escreveu no seu jornal sobre as FARC e sobre o 11 de Setembro.

No texto sobre as FARC, Anabela Fino acusou os que referiram a presença desta organização terrorista na festa do "Avante!" de terem "raízes fundas no passado fascista em que militaram de corpo e alma" e do qual são "descendentes disfarçados de modernidade serôdia e muito cotão na entretela". Sinto-me evidentemente atingido por esta cretinice até porque fui dos que escreveu sobre o caso, no DN, dando eco, nomeadamente, à indignação que percorria uma parte importante da blogosfera.

Já no do 11 de Setembro acusou basicamente todos os que não têm paciência para teses conspiracionistas - e sou um deles - de serem "a voz do dono" (isto é, a voz do Bush).

Desculpem mas não admito que uma "jornalista" militante de um partido e, além do mais, funcionária desse partido, me venha dizer que sou a voz do dono. Eu? E ela, cujas contas são pagas por um partido, é a voz de quem?

Nãzo tenho nada contra - pelo contrário - jornalistas que assumem a sua família ideológica. Podem até, se isso não implicar conflitos de interesses, militar num partido (e tanto me faz que seja o PCP como noutro qualquer). Agora é para mim claríssimo que ninguém se pode considerar jornalista (sem aspas) trabalhando no "Avante!" (ou noutro jornal partidário qualquer). E muito menos ser dirigente do sindicato que me representa. E muito menos ainda acusar os que não concordam com ela de serem a "voz do dono".

Um sindicato dirigido por gente assim não vai a lado nenhum. E eu não vou a lado nenhum sendo filiado num sindicato dirigido por gente assim. Não é o meu sindicato, é o deles. Que ninguém me tente demover porque não vale a pena. Assim que a minha brutal inércia mo permitir comunicarei oficialmente ao SJ a minha demissão.
|| JPH, 11:55

1 Comments:

qzz0522
ugg outlet
cheap jordans
ray-ban sunglasses
futbol baratas
oakley sunglasses
visvim shoes
oakley sunglasses
pandora jewelry
ugg outlet
coach outlet online
Blogger Fghkfhk Dfgaert, at 10:47 AM  

Add a comment