Glória Fácil...

...para Ana Sá Lopes (asl), Nuno Simas (ns) e João Pedro Henriques (JPH). Sobre tudo.[Correio para gfacil@gmail.com]

quarta-feira, maio 2

"Jornalismo de sarjeta"

Cairo, 02 Mai (Lusa) - Um tribunal egípcio condenou hoje uma jornalista da estação de televisão Al-Jazira a seis meses de prisão, acusada de atentar contra os interesses nacionais do país.
De acordo com funcionários do tribunal, a jornalista fabricou cenas de tortura para um documentário que colocou em causa a reputação do Egipto.
A produtora da estação árabe, Howaida Taha, 43 anos, foi detida de imediato, sendo-lhe confiscadas 50 cassetes de vídeo no aeroporto do Cairo, em Janeiro.
Howaida Taha, que se encontra actualmente no Qatar, não compareceu à sentença no tribunal do Cairo. A jornalista foi também obrigada a pagar uma multa de 5.200 dólares (3.800 euros).
|| JPH, 14:50

0 Comments:

Add a comment