Glória Fácil...

...para Ana Sá Lopes (asl), Nuno Simas (ns) e João Pedro Henriques (JPH). Sobre tudo.[Correio para gfacil@gmail.com]

quarta-feira, fevereiro 27

PSD: Uma história que vai acabar muito pior do que se imagina


Da entrevista de ontem na SIC-Notícias, os jornalistas conseguiram "espremer" uma única novidade: se for primeiro-ministro, Luís Filipe Menezes irá retirar a publicidade da RTP.
Quer dizer:

1. Num momento em que o Governo tenta por todos os meios ao seu alcance vender uma realidade falseada do país (garantindo, por exemplo, que está no bom caminho para cumprir a promessa dos 150 mil novos postos de trabalho quando se sabe que o desemprego atingiu níveis inéditos) ;

2. Quando o pior da especulação bolsista já atingiu bens de primeira necessidade (o pão, cujo preço não pára de aumentar), impondo intervenções governamentais que não deviam ser necessárias;

3. Quando todos os meses milhares de famílias se sentem cada vez mais apertadas por aumentos sucessivos das prestações do crédito à habitação;

4. Quando o Governo consegue encolher a administração pública em 40 mil funcionários sem que, ao mesmo tempo, encolha o que cada um de nós paga ao Estado todos os dias através dos impostos;

Quer dizer: quando tudo isto acontece, tudo o que o líder do maior partido da oposição tem para dizer é que vai tirar a publicidade da RTP? Se Menezes queria dar esta prendinha ao dr. Balsemão, não podia tê-lo num tête-à-tête privado? Será que ele, como Sócrates, também vive noutro país que não este que se chama Portugal?

Isto é literalmente de perder a cabeça. Dói o estado de burrice galopante que tomou conta da liderança do PSD. O que, repito, é grave, é mesmo gravíssimo. O país precisa desesperadamente que o maior partido da oposição de constitua como efectiva alternativa (fiável, credível) à maioria socialista. Com Menezes não vai lá. Este "caso PSD" tem todos os ingredientes para acabar muito mal. Muito pior do que se imagina.

PS. Ah, e grande parte da conversa foi à volta dos "comentadores" das TVs, de José Pacheco Pereira, da urgência enorme (que o país em coro exige, como se sabe) da Televisão Digital Terrestre, do Santana Lopes e da necessidade de regressar o financiamento privado dos partidos (para a Somague não ter de pagar pela porta do cavalo, presume-se) e mais uma série de coisas para as quais 99,99999999999999 por cento dos portugueses se estão completamente nas tintas.
|| JPH, 13:39

1 Comments:

coach outlet
cheap jordans
doudoune moncler
james shoes
pandora charms
chaussures louboutin
oakley sunglasses
nike store
celine outlet
nike air max
20170222caiyan
Blogger Meiqing Xu, at 1:58 AM  

Add a comment