Glória Fácil...

...para Ana Sá Lopes (asl), Nuno Simas (ns) e João Pedro Henriques (JPH). Sobre tudo.[Correio para gfacil@gmail.com]

quarta-feira, março 30

Ora Bolas, Bloco...

O Bloco anda a perder qualidades... Logo o Bloco que era mais rápido a "disparar" [na política] do que o Lucky Luke!!!!!!
Então não é que demoraram 24 horas (24 horas, um dia inteiro, 1/30 de mês, 1/365 do ano...) a emitir um comunicado sobre a acção de agit prop da Greenpeace e da Quercus junto à Vicaima?!
Ora bolas, estarão a amolecer?
|| Nuno Simas, 18:53 || link || (0) comments |

terça-feira, março 29

A Bairrada (II)

O Pedrocas pediu-me para dizer aqui que não é ele que escreve na Bairrada. É alguém por ele. Vão e leiam o "desmentido".
|| JPH, 17:08 || link || (0) comments |

A Bairrada

O maluco do Pedrocas chegou, finalmente, à blogosfera. Como estamos na Páscoa decidiu fazer um blogue com um nome perfeitamente adequado à quadra: A Bairrada (abairrada.blogspot.com). Ontem presenteou-nos com este interessante 'post':

"Não escrevi nos últimos dias porque foi a Páscoa, o período santo para os cristãos, que que evoca o sacrifício de Jesus Cristo na terra. Morreu para nos salvar, crucificado pelo poder temporal dos homens, mas ressuscitou ao terceiro dia. A ressureição de Cristo demonstra que a nossa alma é imortal. Ontem comi bola de carne transmontana."

Já se vê que o rapazola não diz coisa com coisa. Ou seja: é um caso a seguir.
|| JPH, 13:41 || link || (0) comments |

segunda-feira, março 28

Tofu Mabu

Hoje foi dia de blind date culinário. Nada como um restaurante chinês. Olha-se para a lista e escolhe-se um prato que, pelo nome, nada nos diz. Do género: "Tofu Mabu". E pede-se. Sem perguntas. Era picante, é tudo o que sei dizer. Podia ter corrido melhor; mas também podia ter corrido pior. Convém ter acompanhantes na mesa, para se poder comer do prato dos outros. Algo me diz que nos "blind dates" é sempre assim.
|| JPH, 15:44 || link || (0) comments |

quinta-feira, março 24

Mitos de esquerda e estórias com gente dentro

Catarina Eufémia, morta pela GNR em Baleizão, mártir e mito. É, sem dúvida, uma mártir na história oficial do PCP. Basta lembrar que, desde o 25 de Abril de 1974, todos os líderes do PCP vão a Baleizão, todos os anos, a 19 de Maio, para a homenagem nacional à sua mártir. A 19 de Maio de 1954, Catarina Eufémia, assalariada rural, analfabeta, foi morta a tiro pelo tenente Carrajola, da (então) odiada GNR [o "democrata" Salazar governava então o País]. Há um ano, o Expresso publicou uma extensa reportagem desmontando uma parte desse mito: a gravidez de Catarina. Agora, nos Estudos sobre o Comunismo é publicada conclusão de um trabalho de investigação de Natália Santos, com o título "Catarina Eufémia: (Des) Montagem de um Mito". Vale a pena ler e abre o apetite para os restantes capítulos. Sabendo-se, à partida, que o PCP não irá gostar nada. Percebe-se porquê lendo este breve excerto: "Embora Catarina Eufémia seja, afinal, mais um pretexto para fazer aproximar o comunismo das classes mais desfavorecidas, dirigindo-se em especial o PCP àquela de que a camponesa era oriunda, a verdade é que ela permite passar a imagem de um Alentejo fortemente comunizante ou comunista." O mito sobrevive, embora longe dos recordes de audiências. Uma busca no Google por "Catarina Eufémia" revela 656 resultados. Ainda a esquerda radical. Raimundo Narciso, dissidente comunista e um dos operacionais da ARA (Acção Revolucionária Armada, "braço-armado" do PCP nos inícios da década de 70), tem uma página na Internet. Não é uma fonte excepcional de informação nem tem inéditos, mas Raimundo Narciso publicou algumas fotografias dos "operacionais", um pormenor importante para "fixar" a história, com rostos. Na página há igualmente excertos do livro "ARA - Acção Revolucionária Armada. A História Secreta do Braço Armado do PCP". A ARA foi uma organização armada do PCP, mas que nunca visou pessoas nos seus atentados... [Um país, um partido de brandos costumes!?] O autor faz ainda um apelo a quem conheça histórias/estórias sobre a ARA para as enviar por e-mail. A visitar, de vez em quando.
|| Nuno Simas, 16:13 || link || (0) comments |

terça-feira, março 22

A hora da mudança!

Andam a falar nisso há tanto tempo, nas campanhas eleitorais e tudo.
O que vai mudar? Mudança? As mudanças são necessárias e tal...
Pronto, afinal, é agora! Ora leiam:

Mudança de hora: Relógios devem ser adiantados 60 minutos à 01:00 de domingo

Lisboa, 22 Mar (Lusa) - Os relógios vão adiantar uma hora à 01:00 de domingo em Portugal continental e na Madeira, passando para as 02:00, no que assinala o início da hora de Verão, lembrou hoje o Observatório Astronómico de Lisboa.
|| Nuno Simas, 13:19 || link || (0) comments |

Novas da blogosfera

Novidades frescas na blogosfera: o blog Gato Fedorento ultrapassou o Abrupto no Top do Technorati. O Ricardo Araujo Pereira e sus muchachos estão a 76.º e o intelectual da Marmeleira está em 80.º.
|| Nuno Simas, 12:55 || link || (0) comments |

sábado, março 19

Para o Luís, se for a um cyber-café

Já sei que veneraste o "buey", o belo animal sempre convenientemente sacrificado aí na cidade. Mas o templo da Daniela, enfim, merece todo o nosso fervor. Essa gente com que foste sabe todos os sítios, incluindo o basco, que fica num primeiro andar junto a uma praça que eles sabem. A Crisol e a Casa del Llibre são terríveis - uma praga - mas, se não tiveres muito dinheiro para gastar, há uma livrariazinha minúscula na calle Goya que tem sempre uns livros de borla (deve ser um entreposto de lavagem de dinheiro). Espero que o Palacio Gaviria, outro templo para outros sacrifícios, corresponda às descrições (que esteja, pelo menos, no estado em que estava da última vez. Há um sítio muito decadente mas muito divertido, que é a boîte del Pintor (o dito Goya, na dita calle)que tem bilhar. De resto, anda pela Chueca, e se estiveres para isso dá um salto às "Meninas" - do Velásquez, no Prado, evidentemente. Besitos, cariño.
|| asl, 15:26 || link || (0) comments |

sexta-feira, março 18

Cenas da vida moderna

- ó vizinha, tem aí um carregador Nokia que me empreste?
- Tome lá vizinho e use à vontade.
- Obrigadinho, obrigadinho.
|| JPH, 16:59 || link || (0) comments |

O ouro de Vidal

A tradução, por assim dizer, tem coisas: a Comissão de Actividades Anti-Americanas é aqui designada "Comissão de Actividades Não-Americanas". Quando Caroline regressa ao seu gabinete no "Tribune", o escritório é incompreensivelmente traduzido para "quarto" (o "room" inglês dá para tudo).
Mas enfim. O último Gore Vidal traduzido em português, A Idade do Ouro (editorial Notícias) que fecha o ciclo dos romances do Império, é o gozo do costume. Aqui, os dois meios-irmãos Caroline e Blaise Sanford já estão mais velhotes e mais suaves um com o outro. No início da II Guerra Mundial, Caroline volta a Washington, depois de algum tempo passado na sua Saint Cloud le Duc, enviada pelo seu amigo Léon Blum para amaciar a resistência isolacionista americana. Caroline é da "casa" branca de Franklin Roosevelt, onde fica hospedada. Roosevelt é um pândego, especialista em cocktails, torturado pela mulher Eleanor que, por vingança de uma infidelidade com uma secretária, o obriga sempre a comer toda a comida que ele detesta (o pior é uma salada sinistra cheia de maionese e pedaços de ananás).
Mesmo assim, não se percebe se Eleanor sofre com a traição por amor ou apenas por sentimento de posse. Vidal sugere que Eleanor, que foi educada no mesmo colégio de Caroline, dirigido por uma famosa lésbica, se conforta em braços femininos.
A história da América pelo maravilhoso monstro Vidal es preciosa. Não haverá uma alma editora que traduza (bem) o que falta, "Burr" e "Hollywood"?
|| asl, 13:29 || link || (0) comments |

quinta-feira, março 17

Clandestino

Com tanta “lei da rolha” e contenção verbal (heroicamente quebrada por uns quantos ministros... basta ler os jornais) José Sócrates acaba de lançar o Governo... na clandestinidade.
|| Nuno Simas, 18:31 || link || (1) comments |

No Chiado de manhãzinha às vezes

Foi uma manhã atípica. O termómetro que dava cinco graus há meia-dúzia de dias, disparou para os trinta sem grande aviso e sem chuva para amortecer. Os miúdos espojam-se pelos bancos, tiram a roupa e os nacos de Tejo que aparecem da rua do Alecrim para baixo entontecem como se fosse a primeira vez. Mais acima a vista de São Pedro de Alcântara para o Castelo, mais abaixo a FNAC e os trapos. E a esplanada do Espanhol, a meio da Calçada de São Francisco (a caña é Sagres, mas está bem) e uma tortillita mais ou menos. E o italiano das botas, a H & M (o Lidl da roupa) e a luz sem medida. The beautiful world à mão.
|| asl, 17:48 || link || (0) comments |

Programa de Governo

Com a velocidade de tartaruga do "blogger" pode ser que para a semana que vem apareça na coluna do lado esquerdo, lá em cima, perto do "sitemeter", um "link" para o programa do Governo.

PS - Quanto ao resto, é exagerada a notícia da morte deste blogue. Isto embora eu próprio tenha por vezes a tendência para acreditar nela. Mas não, não morreu. Está só a descansar.
|| JPH, 17:46 || link || (0) comments |

segunda-feira, março 14

A seca dos homens de esquerda (uma resposta)

Os 'posts' da Ana sobre a "seca dos homens de esquerda" constituem, no essencial, uma generalização abusiva. Na qualidade de homem de esquerda sinto-me atingido. Quer dizer: que ela me considere misógino e machista ainda vá lá. Mas vestir mal??!! Essa não admito!
|| JPH, 13:12 || link || (0) comments |

domingo, março 13

A seca dos homens de esquerda II

E, ainda por cima, vestem-se mal
|| asl, 21:55 || link || (0) comments |

A seca dos homens de esquerda

Tem que haver, tem que haver uma explicação científica (na área das ciências sociais) para que os homens de esquerda portugueses sejam mais misóginos, paternalistas com as mulheres e incapazes em, como se diz agora e eu até embirro com a palavra, em discutir "questões de género" do que os homens de direita, descontando os grunhos.
Quem, na noite longa fascista os traumatizou? Que agente feminina da Acção Nacional Popular os torturou? Qual foi a gaja que nos ardores das manifestações estudantis os deixou assim? E o raio das tias deles, como são? E as primas? Até concedo (uma cedência machista) que a culpa possa ter sido das mulheres da vida deles. Mas, que diabo, exige-se uma investigação político-antropológica.
|| asl, 19:11 || link || (0) comments |

Aforismo para uso universal apanhado no metro

Os amores felizes não têm história. Os infelizes também não (são sempre os mesmos lugares comuns da treta
|| asl, 15:41 || link || (0) comments |

sexta-feira, março 11

Superstição meteorológica

Choveu e o termómetro subiu uns pontos. Agora, as coisas só podem melhorar
|| asl, 16:36 || link || (0) comments |

sexta-feira, março 4

O último "post"

"Thoughts are apples on the tree,
Not meant for anyone in particular,
But they end up belonging
To the one who takes them".

(Hugo von Hofmannsthal, "Written in a Copy of 'Yesterday'", 1892, trad, de Johannes Beilharz)
|| mjo, 15:55 || link || (0) comments |

quinta-feira, março 3

Os homens (1)

Não é todos os dias, mas hoje aconteceu.
- Reparaste no meu casaco novo?
- É novo? Então, já tinha visto. É de o de Xangai.
- Não, esse roubaram-me. É outro. Outro novo.
- É lindo, é muito giro. É giro, é muito lindo
Ele pergunta-me isto sempre que compra roupa nova. Eu,que sou simpática, gosto sempre. Sempre. Não sei porque é que digo que gosto sempre. Nunca analisei bem o caso. A bem dizer, nem a roupa.
|| asl, 17:46 || link || (0) comments |

quarta-feira, março 2

Detector de subtexto

Quando um tipo diz que deveria ser atribuída uma frequência nacional à RPL - uma rádio paga pelos franceses - eu detecto que ele está a querer dizer que não se importaria nada que um importante grupo de comunicação português se tornasse espanhol. Eu compreendo-o - e solidarizo-me.

PS - Tradução: só vistas curtas e um patriotismo acéfalo podem levar alguém a defender que é melhor a Lusomundo Media ficar nas mãos da Olivedesportos do que nas da Prisa. Aliás, digo mais: na minha modesta opinião até era melhor, a bem da salubridade do panorama mediático nacional, que os "media" da Lusomundo ficássem nas mãos da PT em vez de transitarem para o sr. Joaquim Oliveira.
|| JPH, 13:03 || link || (0) comments |