Glória Fácil...

...para Ana Sá Lopes (asl), Nuno Simas (ns) e João Pedro Henriques (JPH). Sobre tudo.[Correio para gfacil@gmail.com]

terça-feira, setembro 26

Mas tratemos agora de coisas sérias

Manuel Falcão mostra o crescimento do investimento publicitário na internet, nos EUA. Diz que os montantes já atingem os 22 mil milhões de dólares (37 por cento do bolo total da publicidade), prevendo-se que em 2010 sejam o dobro (44 mil milhões de dólares, 39 por cento do bolo). Segundo os estudos que cita, em 2010 os media dos EUA captarão 17 mil milhões de dólares em publicidade online.

Se bem entendo: vai crescendo o consumo de internet. E, como tal, aumenta a colocação de publicidade. É assim nos EUA e também está a ser assim por cá, embora, como de costume, mais lentamente, com muito menos dinheiro envolvido, com menos visibilidade - e sobretudo com muita desconfiança.

Chegado aqui, transito para a questão do jornalismo. É esse o meu negócio, o jornalismo. Não é o papel. E quero poder fazê-lo - uma vez na vida, pelo menos - num sítio rentável. A mim tanto se me faz fazer jornalismo num jornal como num produto online (ou em ambos, de preferência, ou, melhor ainda, num deles "falando" para o outro, articuladamente).

O que digo é que uma exploração inteligente - que não vejo em Portugal - dos produtos online associados aos media tradicionais poderá reverter a favor da sobrevivência desses próprios medias tradicionais, nos seus suportes de sempre. Em linguagem belmiriana, é questão de transformar os online em hipermercados e os jornais (é sobretudo destes que falo) na respectiva charcutaria fina.

Enquanto os media portugueses tradicionais continuarem a tratar os seus produtos online da forma amadora como tratam - caramba, não há sequer um produto informativo online em Portugal que saiba usar a porcaria do hipertexto, ferramenta usada já por milhares de blogueiros nacionais - é a própria rentabilidade das empresas que os suportam que está posta em causa.

Quanto ao mais, acrescento que tudo isto que acabei de escrever já tinha sido dito antes, curiosamente por mim. Faço notar, além do mais, que dois posts abaixo foi colocada uma sensacional entrevista realizada em 1990 e troca o passo pela srª drª Fernanda Câncio ao sr. dr. Pedro Arroja.
|| JPH, 11:50

1 Comments:

yeezy shoes
adidas ultra boost
cheap jordans
led light up shoes
lebron james shoes
tom ford glasses
fitflops
adidas yeezy
adidas gazelle
adidas eqt
Blogger jeje, at 9:16 AM  

Add a comment